Tag: segurança no trânsito

“Nós somos o trânsito” é o tema do Maio Amarelo 2018

O Maio Amarelo é um movimento mundial que, nos últimos quatro anos, foi apoiado por 27 países e 423 cidades.

Com o mote “Nós somos o trânsito”, o Movimento chega à 5ª edição com o objetivo de lembrar que o trânsito é feito de pessoas. Assim como em 2017, o tema de 2018 propõe o envolvimento direto da sociedade nas ações e propõe uma reflexão sobre uma nova forma de encarar a mobilidade. Trata-se de um estímulo a todos os condutores, seja de caminhões, ônibus, vans, automóveis, motocicletas ou bicicletas, e aos pedestres e passageiros, a optarem por um trânsito mais seguro.

Nós apoiamos o #maioamarelo!

 

PENSE COLETIVO! Consciência no Trânsito!

O final do ano chegou e neste período de férias as principais estradas do país se tornam mais movimentadas. Sendo assim, convidamos a todos que forem curtir este momento que pensem coletivo para uma viagem segura.

viagem-segura

Crédito: Freepik

Simples atitudes podem ajudar a diminuir o risco de acidentes:

– Não jogue lixo nas ruas. Além de ser infração de trânsito, sujeita a multa e a quatro pontos na carteira, jogar lixo nas ruas pode causar acidentes.

– Sinalizar com antecedências qualquer tipo de manobras diminui muito o risco de acidentes;

– Evite buzinar (buzinar pode aumentar o stress dos motoristas aumentando o risco de acidentes)

– Verifique frequentemente se os retrovisores estão posicionados corretamente. Ângulos maiores contribuem com a redução dos pontos cegos;

– Procure não utilizar os freios nas curvas. Dê preferência à redução das marchas ou utilize o freio motor;

– Mantenha a distância segura entre veículos, em vias de alta velocidade;

– Evite falar ou digitar no celular quando estiver dirigindo. Essas atitudes reduzem a atenção e a capacidade de tomar decisões rápidas.

– Preste atenção como a carga está distribuída no seu caminhão. A carga mal distribuída pode aumentar a instabilidade veículo aumentando assim o risco de capotamentos nas curvas;

Motorista, adote a direção defensiva para garantir a segurança de todos.

 

VEJA SISTEMA DA TESLA PREVER ACIDENTE SEGUNDOS ANTES DELE ACONTECER

Autopilot percebe colisão iminente entre dois carros em estrada e alerta motorista

Quando falamos em carros autônomos e um futuro não muito distante com carros inteligentes capazes de prever situações e evitar acidentes, parece até coisa de ficção científica. Mas até as coisas mais futuristas podem se tornar realidade, como o vídeo abaixo mostra. A gravação foi feita na Holanda a bordo de um Tesla Model S e mostra o instante em que o sistema de direção autônoma Autopilot avisa com um alerta sonoro que dois carros vão se envolver em um acidente. O mais impressionante é que isso acontece cerca de três segundos antes da colisão.

Ler mais

Violência no trânsito gera perda anual bilionária ao País

Em 2016, a violência no trânsito gerou ao País perda de produção da ordem de R$ 146 bilhões, o equivalente a 2,3% do Produto Interno Bruto (PIB), revelou a economista Natália Oliveira, coordenadora do Centro de Pesquisa e Economia do Seguro (Cpes), da Fundação Escola Nacional de Seguros (Funenseg), ao participar do fórum ‘Segurança no Trânsito’, promovido dias atrás pela Folha de São de Paulo. O prejuízo corresponde ao valor atual do que seria gerado ao longo da vida produtiva pelo trabalho de 33,5 mil pessoas que faleceram e outras 28 mil que tiveram invalidez permanente no ano passado.

violencia-transito-seguros

(Foto: Divulgação)

Segundo Natália Oliveira, cerca de 75% dos acidentados estão na população economicamente ativa. “Há uma discussão ética quando se pensa em avaliar quanto custa uma vida, mas temos que saber o quanto a sociedade, como um todo, perde quando tiramos essa vida”, disse Natália, que participou da mesa de discussão ‘O custo da insegurança’.

Para ela, os números demonstram uma necessidade urgente de investimento em segurança viária no País. “O Brasil precisa gastar dinheiro para aumentar a fiscalização e melhorar as estradas. Não é como um investimento em educação, que, apesar de necessário, demora 20 anos para trazer um retorno. Aumentar a fiscalização para mudar um comportamento no trânsito traz um retorno financeiro imediato”, destacou.

O estudo calcula a perda da capacidade produtiva ocasionada por acidentes que resultaram em mortes e invalidez permanente, com base nas estatísticas do seguro DPVAT, que a partir da operação Tempo de Despertar foram, contudo, colocadas sob suspeição, considerando o elevado número de fraudes praticadas contra esse seguro por organizações criminosas.

Pesquisa encomendada pelo Movimento Paulista de Segurança no Trânsito à fundação Sistema Estadual de Análises de Dados (Seade), aponta, por sua vez, que só nas rodovias federais e estaduais, foram R$ 5 bilhões perdidos em 2016. O número leva em conta gastos como a destruição do veículo, despesas hospitalares e a perda de produtividade. “São aproximadamente R$ 15 milhões por dia. São números muito assustadores”, disse Carlos França, chefe da divisão de produção e analista de projetos da fundação, conforme informou a Folha de São Paulo.

Fonte: Gente Seguradora

Bernard & Bernard Seguros